ImprensaEstadão – Gim em alta cria ‘onda’ de destilarias artesanais

fevereiro 7, 2018
CAMPIINAS/SP 01.08.2017 ECONOMIA - EXCLUSIVO ESPECIAL DOMINICAL- BEG GIM, EMPRESA  ONDE E FEITO O GIM DE UMA FORMA ARTESANAL -  LOCAL DESTILARIA BEG GIM.  DA ESQUERDA PARA DIREITA OS SOCIOS ARTHUR FIOSI, FELIPE SANTORO E THIAGO LUZ CREDITO ARI FERREIRA/ESTADAO

Mercado da bebida cresceu 40% em 2016 e produtor local tenta fazer frente a gigantes

A moda começou na Espanha há mais de uma década, se alastrou pelo continente europeu, sobretudo por Portugal, desembarcou no Brasil há cerca de três anos e agora movimenta não só o mercado das importadoras, mas também o das fabricantes locais. Essa é a história do gim, que já conta com cerca de uma dezena de microdestilarias nacionais.

Criadas por apreciadores da bebida, essas empresas procuram se beneficiar do crescimento acelerado do mercado doméstico, que avançou 40% no ano passado, e se inspiram no sucesso recente das cervejarias artesanais – que chegaram a ser alvo de compra das multinacionais. As destilarias tentam ainda aproveitar a brecha de preços entre o gim nacional (cuja garrafa ronda a casa dos R$ 40) e o internacional, que ultrapassa os R$ 120.

VER MATÉRIA COMPLETA